Biografias e Filmografias

Sofia Borges é artista visual e investigadora. O seu trabalho envolve uma relação com as comunidades locais, política, instalação e cinema. Estudou Pintura e Escultura na Faculdade de Belas Artes de Lisboa e Ar.Co. Concluiu o Mestrado em Estudos Curatoriais (Universidade de Lisboa/ Fundação Calouste Gulbenkian), onde estudou o processo colaborativo no âmbito das artes visuais e do cinema. A partir de 2006 começou a trabalhar no bairro da Quinta da Vitória (até sua demolição final em 2014), onde coordenou e fez pesquisa, documentação e projectos artísticos, envolvendo os moradores locais e colaboradores de outras disciplinas, como a Antropologia, o Cinema, Arquitetura e Botânica. “A Festa Acabou” projeto que trabalha a partir da imaginação e narrativa criada pelos próprios habitantes, foi apresentado no bairro da Quinta da Vitória, bem como na exposição “Underconstrution”, de Mónica Miranda e Paul Goodwin. Durante a demolição deste bairro, ela começou a “Colecção Jardins da Vitória” uma instalação localizada no espaço público perto deste bairro, criada com árvores e plantas doadas pelos moradores da Quinta da Vitória.
O seu trabalho foi apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian (2013), Câmara Municipal de Loures (2012-13), DGA- Ministério da Cultura (2008), Município de Oliveira do Hospital (2008) e da Fundação Oriente (2001).

FILMOGRAFIA

2010 “Aldeia do Lado” 40′; DVCam; 1:1, 33; cor; Portugal
2009 “Eu era produtor do meu eu” 13′; DV; 1:1, 33; cor; Portugal.

Suzanne Barnard é professora associada de Psicologia na Duquesne University, cineasta e psicóloga clínica. É doutorada em Psicologia Clínica pela Loyola University of Chicago e concluiu os seus estudos de pós-doutoramento na Georgetown University. É co-editora juntamente com Bruce Fink do livro Reading Seminar XX: Lacan’s Major Work on Love, Knowledge, and Feminine Sexuality, e publicou extensamente sobre perspectivas do corpo e da subjectividade em Lacan, feminismo françês e Foucault. Escreve igualmente sobre teoria do cinema (a partir de Deleuze e das suas abordagens ao cinema, afecto e subjectividade) e apresentou trabalhos sobre os filmes de Pedro Costa, Ben Russell e John Akomfrah. A sua investigação integra psicologia, filosofia, cinema e etnografia e tem leccionado cursos sobre Deleuze, estética colaborativa, psicologia, migração, slow cinema e sobre o pós-humano no cinema de ficção científica. Recebeu uma bolsa do Centro de Estudos Africanos da Duquesne University com o objectivo de criar um curso no âmbito das identidades globais e cinema Africano; simultaneamente foi curadora da Mostra de Cinema Africano realizada em 2015. Tem sido consultora de vídeo no The REP Professional Theatre Company (Pittsburgh). O seu trabalho cinematográfico foi apoiado pela Heinz Fundation, Binaural Media, Women and Girls Foundation e Duquesne University. Recebeu recentemente, com Christopher McCann um apoio da NEH Endowment Grant para um projecto cinematográfico em actual pre-produção: ” Breath and Folding: An Ethnographic Film on Cosmologies of Air, Light, and Space”).

FILMOGRAFIA

2015 “ember – days” 11′; HDCam; som, cor; Portugal/USA.
2010 “Hydra” 9′; DVCam; som, cor; USA.